Misturando luta entre gangues e viagem no tempo, Tokyo Revengers conquistou o coração de diversos fãs ao redor do mundo. Produzido pelo estúdio Liden Films e distribuído pela Crunchyroll no ocidente, o anime impressiona pela quantidade de personagens interessantes, além, é claro, da temática de viagem e manipulação temporal.

A animação de Tokyo Revengers contou com 24 episódios, que adaptaram 73 capítulos do mangá, escrito e desenhado pelo mangaká Ken Wakui. A temporada 1 terminou num grande clímax, gerando uma enorme ansiedade para a segunda temporada. Como um leitor do mangá, hoje vou dar um gostinho do que esperar nos próximos eventos da história, mas primeiro: que tal lembrarmos o que vimos até agora?

Atenção: os próximos parágrafos conterão pequenos spoilers do começo da temporada 1 de Tokyo Revengers.

Recapitulando a season 1

Tokyo Revengers acompanha Hanagaki Takemichi, um rapaz de 26 anos que leva uma vida pacata e solitária. Assistindo o noticiário, ele descobre que uma garota que namorou durante o ensino médio faleceu em um acidente entre gangues. Sem ligar muito, ele segue sua vida até, em um fatídico dia, ser empurrado nos trilhos do trem por um desconhecido. Em vez de morrer, Takemichi volta no tempo e encarna seu “eu” de 14 anos, e é aqui que nossa história começa.

Takemichi pretende salvar Hina, sua namorada da época, e para isso deve evitar o acidente ocasionado pela maior e mais agressiva gangue de tóquio no presente, a Tokyo Manji. Porém no passado, Tokyo Manji é apenas uma gangue de delinquentes do ensino médio, e Takemichi resolve se infiltrar na gangue, alcançar uma posição no alto escalão e evitar que ela se corrompa.

Como eu disse antes, um dos pontos fortes de Tokyo Revengers são os personagens. Por estarmos sempre transitando entre gangues, conhecemos diversas personalidades, que dificultaram muito a vida de Takemichi e de seus companheiros de gangue.

Por outro lado, conhecemos muitos aliados interessantes também.

Na primeira temporada da história, tivemos três arcos: o arco da entrada de Takemichi na Toman (abreviação de Tokyo Manji), o arco Toman vs Moebius e o arco Bloody Halloween (Toman vs Valhalla). Durante os arcos, Takemichi vai e volta do futuro pro passado algumas vezes, verificando se suas ações resultaram em algo e adquirindo novos objetivos.

O final do anime… bom, foi um final. Em sua última volta ao futuro, Takemichi se vê como um adulto bem sucedido e um dos líderes da Tokyo Manji, porém um inimigo que não dávamos muita relevância se revela uma grande ameaça, e coisas acontecem. Quem viu essa cena sabe do que eu tô falando, foi bem pesado.

Com esse encerramento surpreendente, muitas pessoas ficaram curiosas sobre o que lhes aguarda numa próxima temporada, cujo anúncio ainda não foi feito porém é quase certeza que já está sendo produzida. Por isso, vamos agora descobrir um pouquinho do que nos aguarda nos próximos arcos de Tokyo Revengers.

O futuro do anime

Ainda não sabemos quantos episódios a segunda temporada terá, mas assumindo que serão mais de 20 (igual a primeira), muito provavelmente teremos dois grandes arcos: o arco Black Dragon e o arco Tenjiku. No mangá, esses arcos se estendem do capítulo 78 até o 186, e na minha opinião é a melhor fase de toda a história de Tokyo Revengers.

Se você curtiu os vilões da primeira temporada, você vai amar os da segunda. É muito difícil criar um antagonista que te dê medo e te faça desacreditar dos protagonistas, e Tokyo Revengers faz isso com perfeição.

Sim, terão lutas incríveis. Sim, terão mais viagens temporais. Sim, personagens que a gente ama vão morrer. Dá pra chamar de Depressão Revengers? Dá. Mas são essas emoções que fazem desses arcos os melhores.

Além disso, talvez maior ponto positivo que eu vi nesse trecho da história foi o desenvolvimento do nosso protagonista, Takemichi. Não, ele não ficará forte fisicamente, nem parará de chorar e tomar porrada, mas a vontade dele de vencer, de salvar todo mundo e mudar o futuro, é uma das coisas mais impressionantes que eu já vi em um personagem.

Muita gente não gostou dele na primeira temporada, e isso é compreensível, mas na segunda ele desempenhará um papel muito importante para o amadurecimento do enredo, de seus companheiros de gangue e até dele mesmo. Vou deixar um trecho do meu arco favorito para vocês lerem, o arco Black Dragon. Lembrem-se de ler os balões da direita para a esquerda.

Interação entre o personagem Hakkai e nosso protagonista, todo fudido.

Ainda há muita coisa para acontecer e muitas revelações para serem descobertas, por isso não se preocupem. A segunda temporada de Tokyo Revengers impactará muito mais que a primeira com certeza, e eu estou certo de que os fãs tanto do anime quanto do mangá (como eu) gostarão de ver esses arcos serem animados e as lutas e emoções tomarem vida.